Tem um e-book grátis que vai falar tudinho pra você sobre os nossos cães vira-latinhas. Link neste blog.

Escolha seu idioma - Select your language - Elija su lengua

Escolha seu idioma - Select your language - Elija su lengua

sexta-feira, 2 de março de 2012

DENÚNCIA - Gatos sem lar no Aterro do Flamengo: situação urgente

Eles são mansos, lindos, gordinhos e fofos demais. E estão abandonados à própria sorte, a mercê dos perigos e, exatamente por serem muito mansinhos são presas fáceis diante de um ataque de algum ser da espécie humana, de hábitos e comportamentos agressivos e coração cheio de maldade. Falamos dos gatos que vivem abandonados no Aterro do Flamengo, no Rio de Janeiro. 
De passagem pelo Rio, após o feriado de Carnaval, nos deparamos no caminho para a Praia do Flamengo, com essa turminha de felinos concentrada em busca do carinho e do alimento oferecido por este voluntário aí acima, que aceitou ser fotografado. Não sabemos, e nem tivemos condições de procurar saber seu nome e mais detalhes sobre sua singela e importante ação de auxílio a esses gatos abandonados, mas conseguimos apurar que todos os dias pela manhã ele está lá alimentando os bichanos e levando comida também para as maritacas (ou seriam os pombos?) da praia do Flamengo.
Na esperança de que algum leitor / seguidor do blog Bichos de Companhia saiba mais sobre este voluntário ou sobre a história desses gatinhos abandonados no Aterro do Flamengo, abrimos espaço e receberemos com muita alegria comentários e depoimentos que venham a enriquecer enormemente esta postagem.
Esta é a região do Aterro do Flamengo para quem não conhece ou não está se lembrando onde fica. Ao fundo, pode-se ver o Cristo, no alto do Corcovado. Só Ele mesmo (além de voluntários como o personagem fotografado pelo blog Bichos de Companhia) para proteger e cuidar com zelo desses bichanos que foram covardemente abandonados, talvez, por motivos torpes e f'úteis, de forma irresponsável por quem tinha o dever de proteger e cuidar do animal um dia adotado, comprado, levado para casa ou apartamento.
Também conseguimos apurar com o personagem humano desta postagem que os gatos do Aterro estariam castrados. Não sabemos, portanto, se estão incluídos em algum programa de adoção ou conscientização sobre guarda responsável, não abandono e penalidades impostas por legislação que trata sobre maus-tratos de animais domésticos e selvagens. 
 Procurando informações na internet sobre os gatos abandonados no Aterro do Flamengo, não conseguimos encontrar muito mais do que já sabíamos a partir do momento em que o blog tomou conhecimento da situação, por acaso, numa visita à cidade maravilhosa em que gatos são abandonados de forma covarde e cruel no Aterro do Flamengo.  
Localizamos o blog Amigos dos Gatos do Aterro do Flamengo, de autoria de Manoel Pinho (quem sabe foi ele quem fotografamos?), que traz algumas informações complementares sobre o caso, embora tenha uma única postagem, datada de julho de 2010. Também encontramos o fotolog de Lisete Gomes que abordou o assunto rapidamente. Foi no fotolog que encontramos a informação de que os gatos proliferam ali, aumentando o número do dia para noite, assim num passo de mágica, em que pese o fato de que os felinos do local estejam supostamente castrados. Também encontramos um vídeo no Youtube que apresenta algumas imagens dos gatos do Flamengo e um dos comentários sobre o trabalho publicado teria sido feito por uma pessoa chamada Suzana Gueiros, que se apresentou como uma das voluntárias que alimentam os gatos do Aterro do Flamengo.  
Pois bem, gente, o blog Bichos de Companhia abordou aqui este assunto tamanha a sua importância. É uma realidade triste e que precisa ser mudada, denunciada. Autoridades governamentais, ONGs e cidadãos comuns precisam fazer algo para mudar essa situação por meio de campanhas de castração, adoção, conscientização para a guarda responsável e não abandono. Nesse sentido, gostaríamos muito que algum daqueles que foram citados nesta postagem retornassem os contatos, dessem suas contribuições importantíssimas a partir de depoimentos, comentários ou mesmo a concessão de entrevista sobre o assunto para que algumas questões fossem melhor explicadas aos leitores/seguidores do blog, bem como aos defensores de animais e mesmo os apaixonados por felinos. Aguardamos comentários ou contato com fale conosco (e-mail) do blog.

3 comentários:

  1. Olá, meu nome é Mariana e moro pelas redondezas do Aterro.

    Realmente é alarmante a situação destes bichanos. O mais triste é que em épocas de férias o número destes felinos duplica. Mas assim como existem pessoas pobre de espírito, também existem muitas almas boas, que ida e volta os alimentam ou indicam para adoção em pet shop locais.

    Gostaria de deixar uma simples sugestão: Fazer feiras de adoção no local, sendo estas semanais e com apoio de ONGs, empresas privadas do ramo e governo.

    Obigada por divulgarem!

    ResponderExcluir
  2. Atenção, pessoal do Rio de Janeiro! A sugestão da Mariana é bem legal!

    ResponderExcluir
  3. Acabo de voltar de uma viagem e em novembro de 2013 a situação continua a mesma. No pouco que pude fazer alimentei os bichanos nessa minha curta passagem por lá. Fica a dica aqui para quem for passar pelo Rio. Levem na mala ração para os gatinhos! Tentei contar e com certeza passa dos 120 gatos!

    ResponderExcluir

O Bichos de Companhia agradece o seu contato. Em breve, enviaremos sua resposta.